Arquivo para religião

Que Cada Um Se Meta Com Suas Coisas!

Posted in Momento Sr. Saraiva, Olhares with tags , , , , on 12/04/2012 by Kilminster

As religiões como um todo seguem doutrinas e preceitos baseados em tradições, escrituras, ritos e essencialmente na fé. Cada uma defende e acredita no que lhe parece ser correto. 

Os preceitos morais de cada uma são propostos e seguidos por aqueles que encontram nas filosofias religiosas e na fé alento para seus anseios e sentem que ali está o caminho a ser seguido.

Ocorre que no mundo ocidental os Estados são laicos, ou a maioria deles, pelo menos.

E questões polêmicas aparecem aos montes e as religiões têm suas opiniões com relação a cada uma delas. Aborto, casamento entre pessoas do mesmo sexo, métodos contraceptivos, prostituição, eutanásia, descriminalização das drogas… Cada religião tem sua posição bem definida sobre estes assuntos.

Acontece, que quando se trata da sociedade civil, estes assuntos não deveriam ser discutidos sob o viés moral ou religioso, Simplesmente porque em um Estado laico, onde há a liberdade de culto religioso garantida pela constituição, não há a menor razão para que um ponto de vista religioso predomine sobre os demais. Simples assim.

E as questões polêmicas precisam de debates sérios e acima de tudo precisam de soluções que sejam as melhores para a sociedade como um todo, independente da religião, ou ausência de religião, professada por cada indivíduo

E cabe lembrar que se uma coisa passa a ser permitida, não quer dizer que ela se torna obrigatória.

Então, os religiosos, em vez de ficarem na frente do Congresso, STF e tudo mais protestando contra a descriminalização do aborto, liberação do casamento gay, eutanásia e outras coisas, deveriam encontrar maneiras de convencer as pessoas de que sua religião é a correta, para que cada um através do livre arbítrio, decida se vai fazer aborto, pedir eutanásia, casar com alguém do mesmo sexo, usar ou não contraceptivos, blá blá blá…

Anúncios

A Eterna Estupidez Humana

Posted in Momento Sr. Saraiva, Olhares, Uncategorized with tags , , on 26/01/2011 by Kilminster

Como é possível que depois desses anos todos, depois de tudo que a humanidade já passou, depois de todos os horrores observados por conta dessas coisas, em vez de dar um passo à frente, os seres humanos em sua eterna vocação para a imbecilidade resolvem regredir.

Em vez de se voltarem para a compreensão, o entendimento e a aceitação do outro, pipocam seitas que se dizem cristãs, mas que no fundo esquecem do preceito mor da filosofia cristã que é o amor ao próximo e à caridade.

Juntam-se a outros fanáticos, já enraizados pelos séculos de cegueira e louvam a deus aos berros, com lágrimas e surtos diversos, declaram amor incondicional ao senhor e se esquecem de perdoar, de entender e de amar aquele que está ao lado.

Em vez de olharem para o futuro, dão a impressão de sentirem saudades da inquisição, tamanho o ódio com que olham para aqueles que não lhes são iguais. Pode apostar que se tivessem poderes para tal, queimariam bruxas e hereges em praça pública.

Em vez da liberdade e da consciência, preferem uma infinidade de regras que lhes restringe a felicidade e a capacidade de escolherem que rumo darem às suas vidas. Abrem mão de pensar.

Tão cristãos que são, seriam bem capazes de queimar Cristo como herege caso este retornasse a Terra e lhes surgisse à frente.