Arquivo para guns n roses

Tudo Se Recicla Parte II

Posted in Sons, Tem Que Ouvir with tags , , , , , , , , on 19/11/2012 by Kilminster

 

Sabe quando você fica com uma música na cabeça e não sabe qual é? E aquele trechinho fica te martelando e você não consegue se lembrar de onde vem?

Então, isso acontece com todo mundo, inclusive com músicos e compositores. Daí, vira e mexe a gente escuta uma música nova e fica com aquela sensação de “já ouvi isso em algum lugar”, dá só uma olhada:

Que “coincidência”!!!

É só dar uma disfarçadinha no fim…

E acelerar…

Ou desacelerar…

E manter o conceito

Rapidamente

Posted in Viagens with tags , , , , , on 13/01/2010 by Kilminster

Júlio César foi eleito o 3º melhor goleiro do mundo, atrás de Casillas e Buffon. O que será que ele vai ter que fazer para ser considerado o primeiro? Só se ele parar de deixar o vento passar.

A função “aleatório” do tocador de MP3 do meu celular deve ter sido desenvolvida por um programador de emissora de rádio FM, porque ele sempre toca as mesmas músicas da lista.

Preta Gil fez uma versão em português de uma música da Beyoncée. Salve-se quem puder.

Começaram a serem vendidos os ingressos para o show do cover do Guns n’ Roses que o Axl Rose montou.

Os sinais da globalização: em vez das baianas em trajes típicos vendendo acarajé, temos agora no centro de São Paulo bolivianas em trajes típicos vendendo lenços e bordados.

O papa disse que o filme Avatar faz apologias ao culto da natureza em oposição ao cristianismo. E daí?

Appetite For Destruction

Posted in Tem Que Ouvir with tags , on 01/09/2009 by Kilminster

Disco de estréia do Guns n’ Roses em 1987 é o exemplo mais bem acabado de Hard Rock dos anos 80. Com este lançamento, a banda conseguiu romper com a aura “glam” do cenário hard de Los Angeles conseguiu se destacar do monte de bandas do então chamado “Hair Metal” ou no Brasil “Metal Farofa”.

AppetitefordestructionAs doze músicas são cheias de energia, com uma sujeira incomum, riffs poderosos, vocais ultra agudos e agressivos, baixo na veia e bateria certeira. Tudo isso combinando em uma pegada pesada e um senso pop na medida.

O som mais cru e a postura junkie trouxe o público para junto da banda e os shows arrasadores causaram a explosão da banda na mídia, abrindo espaço para um boom do som pesado no mundo.

O estilo de vida “sexo, drogas e rock and roll” era levado ao extremo pela banda e isso se retratava nas faixas do então LP, hoje um clássico absoluto do rock e onde se encontram muitas das melhores faixas da banda.

Destaques: São muitos, mas Welcome to the Jungle, Nightrain, Mr. Brownstone, Sweet Child o’ Mine, Rocket Queen e a alucinada You’re Crazy são verdadeiras pérolas hard.