Arquivo para emmanuelle

Cine Privê

Posted in Olhares, Viagens with tags , , , on 03/08/2011 by Kilminster

Em mais uma da série “Retomando Temas Favoritos da Audiência”, vou discorrer aqui sobre um assunto já tratado anteriormente, mas que é alvo de pelo menos uma busca diária neste singelo blog, os filmes softcore que a Band passava nas famosas sessões “Sexta Sexy” e posteriormente “Cine Privê”.

Sim queridos leitores, o servidor deste blog nos deixa saber quando alguém chega aqui via Google e ainda mais, o que esta pessoa estava procurando, (Aliás, devo fazer em breve um post sobre isto, porque é impressionante o tipo de coisa que as pessoas digitam em sites de busca). E não passa um dia sequer sem que alguém chegue aqui procurando alguma coisa relacionada aos filmes acima referidos. Alguns chegam a descrever a cena que procuram!!!

Mais do que discorrer novamente sobre pérolas cinematográficas como as séries Emmanuelle ou Justine, vou me ater à busca em si. O que leva as pessoas quererem informações sobre estes filmes, uma vez que há uma vasta gama de material de conteúdo correlacionado tanto na internet como na TV paga? E na maioria das vezes com muito mais eficácia no propósito a que se destina.

Pois então, os filmes que passavam nestas, hoje lendárias, sessões são repletos de clichês, enredos quase inexistentes, elenco péssimo, dramaticidade zero e as cenas de sexo, que são o que interessam neste caso, não são o que podemos chamar de quentes.

Como disse no texto anterior sobre o tema, parece a Barbie e o Ken no rala e rola. Os atores seguem uma coreografia tão rígida, que com um pouco de atenção, você poderá antecipar cada movimento antes do final do filme. Não há emoção, suor e ouriço, apenas aquela coisa mecânica e previsível para se enquadrar no padrão do falso moralismo americano.

O que estes filmes garantem, é no máximo, grandes momentos de comédia involuntária, como as incríveis caras e bocas que as mocinhas fazem enquanto observam o atlético limpador de piscinas através da janela, e no entanto pessoas continuam a procurar por eles.

Mas enfim, já que buscam o assunto por aqui, está aí mais um texto a respeito.